Notícias

Porto do Açu passa a integrar Pacto Global da ONU

default

A Porto do Açu Operações, responsável pela administração do Porto do Açu, divulgou hoje seu ingresso na Rede Brasil do Pacto Global. Iniciativa das Nações Unidas (ONU), o Pacto Global é uma chamada para as empresas alinharem suas estratégias e operações a 10 princípios universais nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção e desenvolverem ações que contribuam para o enfrentamento dos desafios da sociedade. É hoje a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com mais de 16 mil membros, entre empresas e organizações, distribuídos em 69 redes locais, que abrangem 160 países.

Ao integrar o Pacto, a Porto do Açu assume a responsabilidade de contribuir para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e se compromete a reportar anualmente seu progresso em relação a esses objetivos. “O ingresso em mais essa iniciativa é um marco importante em nossos esforços de desenvolver o Açu como um porto-indústria de classe mundial, comprometido com as melhores práticas ambientais, sociais e de governança. Temos uma importante contribuição a dar para o alcance dos ODS”, ressalta José Firmo, CEO da Porto do Açu Operações.

Em setembro, o Porto do Açu se tornou o primeiro no Brasil a receber a certificação EcoPorts, principal reconhecimento internacional de gestão ambiental no setor portuário. O engajamento na iniciativa da ONU ocorre um ano após a aprovação da nova estratégia de sustentabilidade da Porto do Açu Operações, construída a partir de intensa colaboração com os acionistas Prumo Logística e Porto de Antuérpia Internacional.

Recentemente, a empresa também divulgou seu primeiro Relatório de Sustentabilidade, referente ao ano-base 2020, com o objetivo de dar publicidade e transparência a sua performance em temas materiais da agenda de sustentabilidade.

Também em 2021 o Porto do Açu formalizou sua adesão ao Enviromental Ship Index (ESI), índice que classifica as embarcações que superam os padrões de emissão estabelecidos pela Organização Marítima Internacional (IMO, na sigla em inglês). Navios que performam acima dos padrões ambientais estabelecidos, incluindo os níveis de emissões de gases do efeito estufa, passaram a ter acesso a tarifas portuárias diferenciadas. Com a iniciativa, o Porto do Açu passa a integrar uma lista de mais de 60 portos globais que adotaram o mecanismo de incentivo.