Notícias

Porto do Açu participou pela 11ª vez da Intermodal

IMF_3371 (1)

O Porto do Açu foi um dos destaques da 26ª Intermodal South America 2022, em São Paulo, de 15 a 17 de Março. Essa foi a décima primeira participação na feira e a segunda vez que o empreendimento dividiu o estande G101 com o Porto de Antuérpia.

 

Durante os três dias de feira, o time do Porto do Açu esteve à disposição para apresentar a melhor solução logística de conectividade do Brasil. Por meio de ferramentas interativas e audiovisuais, os participantes da Intermodal puderam navegar por todas as áreas do Açu e pelas 17 empresas instaladas no porto-indústria.

 

“Vamos reforçar os diferenciais do Terminal Multicargas, hoje um dos mais relevantes do país, e mostrar o plano de ampliação do terminal, que inclui expansão do cais e do pátio para granéis, um pátio dedicado a cargas gerais e contêineres e novos galpões para armazenamento. Além disso, falaremos também sobre a conectividade. Lançado recentemente, o trecho de ferrovia que ligará o Porto do Açu a São João da Barra e futuramente será interligado ao ramal de Anchieta (ES) mostra a capacidade do Açu em contribuir com a logística nacional”, afirma João Braz, Diretor de Terminais e Logística do Porto do Açu.

 

O Porto do Açu também anunciou que terá um novo pátio para armazenagem de granéis sólidos. A estrutura, com área de 35 mil m², será instalada pela Minas Gusa ao lado do Terminal Multicargas (T-MULT) com foco na importação de combustíveis sólidos para as indústrias siderúrgica e cimenteira. A Minas Gusa ficará responsável pelo investimento e gestão do pátio, com a operação portuária sendo realizada pelo T-MULT no modelo de descarga direta. O contrato prevê a movimentação de 300 mil toneladas/ano pelos próximos dez e a expectativa é de que o pátio entre em operação ainda no primeiro semestre de 2023.

 

A conectividade oferecida pelo Porto do Açu também foi reforçada. Recentemente, o Açu assinou contrato de autorização ferroviária com o Ministério da Infraestrutura, para formalizar a primeira autorização privada para construção de ferrovia do Estado do Rio de Janeiro, sendo este o primeiro projeto fluminense incluído no Programa Pro Trilhos, do Ministério da Infraestrutura. O empreendimento portuário investirá R$ 610 milhões para construção do trecho de 41 km de extensão conectando os terminais do Porto Açu ao ramal principal da ferrovia que interligará a região Norte Fluminense à malha ferroviária nacional, sendo mais um diferencial para a movimentação de cargas do T-MULT.

 

Os investimentos anunciados pelo Governo do Rio para melhorias no acesso rodoviário do Açu foram reforçados, assim como a logística aérea offshore assegurada pelo Aeródromo do Açu e a capacidade do Açu de realizar transporte por cabotagem, em consonância com a BR do Mar, aprovada recentemente pelo Governo Federal.