Notícias

Porto do Açu é o primeiro Centro VTS da América do Sul a ter Operadores de VTS certificados internacionalmente por treinamento remoto  

BO7C9604-300x200

Profissionais do Porto do Açu, que já integravam a equipe do Centro VTS (Serviço de Tráfego de Embarcações) do complexo portuário, no Norte do Estado (RJ), foram os primeiros operadores de VTS da América do Sul a participar de um treinamento virtual para operação do sistema de monitoramento aquaviário. O curso inédito em modo remoto possibilitou a qualificação dos colaboradores, que, até então, tinham seus cursos ministrados por instituição brasileira, credenciada pela Autoridade Marítima Brasileira, que suspendeu os cursos presenciais durante a pandemia.

Os três operadores do Açu estavam em uma das primeiras turmas virtuais da divisão de treinamento e consultoria do Australian Maritime College, um instituto especializado da Universidade da Tasmânia, que capacita profissionais de portos como Brisbane, Sydney e Melbourne, credenciado junto à Autoridade Marítima da Austrália (AMSA). O grupo teve dez dias de aulas teóricas sobre gerenciamento de tráfego marítimo, operação de equipamentos e atuação em casos de emergência, além de atualização sobre regulações e normas de procedimento. Os operadores também tiveram a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam, usando simuladores, interagindo com colegas e instrutores de outros países.

“Aprendemos ainda mais sobre o VTS junto de operadores que atuam nos mais diversos portos, de classe mundial, trocando experiências e boas práticas. Realizar o treinamento em modo remoto nos possibilitou fazer um benchmarking com nossos colegas de curso, além de obter qualificação de uma instituição credenciada, enriquecendo nosso conhecimento”, ressaltou Felipe Hilário, um dos operadores de VTS do Porto do Açu.

O Porto do Açu é o primeiro do país a contar com VTS, e o único porto privado que possui o sistema. O Centro VTS realiza monitoramento do tráfego aquaviário no Açu desde 2015. O desafio técnico prioritário é manter o serviço em conformidade com o exigido pela Autoridade Marítima, ampliando a segurança das operações.

“Ser o precursor na implantação de um sistema como o VTS em território nacional nos enche de orgulho e reforça nossa responsabilidade em manter o padrão alcançado e buscar novos marcos. A crescente movimentação de embarcações no Açu demanda um controle de tráfego cada vez mais tecnológico e profissional e estamos caminhando neste sentido. Tudo isso aumenta nossa responsabilidade em garantir a segurança em um dos maiores portos do Brasil”, afirmou Mario Rodrigues, gerente de Operações Marítimas da Porto do Açu Operações.

Por conta de sua operação ininterrupta e diligente, o Centro VTS já evitou acidentes na sua área de competência, bem como auxilia a Autoridade Marítima na divulgação de informações SAR (busca e salvamento). A contribuição do VTS para o ordenamento do tráfego aquaviário no Porto do Açu pode ser traduzida em números: no último ano, o sistema possibilitou a realização de mais de 7mil manobras de entrada e saída de embarcações sem acidentes ou fatos da navegação.