Notícias

Porto do Açu anuncia novo pátio de armazenagem em parceria com o Grupo Minas Gusa

default

O Porto do Açu anunciou nesta quarta-feira (17/03), na Intermodal 2022, que terá um novo pátio para armazenagem de granéis sólidos. A estrutura, com área de 35 mil m², será instalada pela Minas Gusa ao lado do Terminal Multicargas (T-MULT) com foco na importação de combustíveis sólidos para as indústrias siderúrgica e cimenteira.

A Minas Gusa ficará responsável pelo investimento e gestão do pátio, com a operação portuária sendo realizada pelo T-MULT no modelo de descarga direta. O contrato prevê a movimentação de 300 mil toneladas/ano pelos próximos dez e a expectativa é de que o pátio entre em operação ainda no primeiro semestre de 2023.

“Além das importações de combustíveis sólidos, a estrutura também possui potencial para a exportação de minério de ferro e produtos semi-acabados, como a ferro gusa, otimizando a eficiência do fluxo logístico no futuro. Esse contrato já demonstra o potencial do Açu e a necessidade de expansão do T-MULT, por conta do aumento de clientes que buscam um terminal sem filas e eficiente”, explica João Braz, Diretor de Terminais e Logística do Porto do Açu.

Para atender à crescente demanda do terminal, há planos para ampliação imediata da retroárea com construção de pátio de granéis, pátio dedicado para cargas gerais e pátio de contêineres, além de novos galpões permanentes dedicados para armazenagem. Atualmente, o terminal possui 360 metros de cais acostável (que podem ser expandidos para 500m).

O T-MULT fechou o ano de 2021 com um aumento de 127% em suas operações em relação ao ano anterior e com mais quatro novos clientes, totalizando o número de 40 em seu portfólio. O volume movimentado mais do que duplicou, levando a um ano recorde: foram movimentadas 1,5 milhão de toneladas de cargas graneis e carga geral, inclusive com novas operações de exportação de concentrado de cobre e de lítio para atender aos mercados do Sudeste e Centro-Oeste do país. Desde o início das operações do terminal, em 2016, já são contabilizadas 4,3 milhões de toneladas movimentadas, com crescimento anual médio de 55%, o que consolida o T-MULT como importante solução logística da região.

Recentemente, o Açu assinou contrato de autorização ferroviária com o Ministério da Infraestrutura, para formalizar a primeira autorização privada para construção de ferrovia do Estado do Rio de Janeiro, sendo este o primeiro projeto fluminense incluído no Programa Pro Trilhos, do Ministério da Infraestrutura. O empreendimento portuário investirá R$ 610 milhões para construção do trecho de 41 km de extensão conectando os terminais do Porto Açu ao ramal principal da ferrovia que interligará a região Norte Fluminense à malha ferroviária nacional, sendo mais um diferencial para a movimentação de cargas do T-MULT.

 

Sobre o Porto do Açu

Com 10 Terminais de Uso Privado (TUPs), que representam 30% do estado, o Porto do Açu é um vetor de crescimento no Norte Fluminense (RJ). Resultado de R$ 18 bilhões de investimentos, o Açu está em operação há sete anos e é o único empreendimento portuário totalmente privado do país. É responsável por 30% da movimentação de petróleo nacional, possui o quarto terminal em movimentação de minério do Brasil, constrói o maior parque termelétrico da América Latina e conta com 17 empresas já instaladas.

O Açu é considerado a porta de entrada verde para os projetos do futuro no país. Prevista para os próximos anos, a industrialização do Açu terá como base, entre outros, projetos sustentáveis, com menor emissão de carbono e geração de energia limpa.