Publicado em 08/12/2020 às 16:33

 

O Porto do Açu venceu o prêmio Líderes do Rio 2020 na categoria Solidariedade. Promovido pelo Lide (Grupo de Líderes Empresariais), a premiação reconheceu o empreendimento portuário de São João da Barra (RJ) como a empresa que mais priorizou as ações socioeconômicas durante a pandemia no estado do Rio de Janeiro.

“É uma honra para o Açu receber este prêmio do Lide. Desde o início da Covid no país, procuramos expandir os nossos cuidados para além do perímetro portuário e reforçar o nosso papel socioeconômico por meio de ações efetivas, que ajudassem o coletivo, em diversas frentes. No Porto do Açu, tomamos todas as medidas necessárias guiadas pelas seguintes premissas: cuidar das pessoas, ajudar a comunidade, olhar para o empreendimento e estabelecer protocolos de saúde e prevenção para as operações que não podiam parar”, diz Eduardo Kantz, diretor de Sustentabilidade do Porto do Açu e líder do Comitê de Ações Humanitárias.

O comprometimento com as práticas ESG (governança, sustentabilidade e comunidade) está no DNA do Porto, que nasceu com a missão de desenvolver seus negócios em consonância com a comunidade e o meio ambiente. Ainda em março, quando eclodiu a propagação do vírus no país, foi criado o Comitê de Responsabilidade Social e Ações Humanitárias do Porto do Açu, formado pelas empresas Porto do Açu Operações, Ferroport, GNA e Açu Petróleo, com o objetivo de mitigar os efeitos da pandemia no Norte Fluminense.

O empreendimento portuário se empenhou em um pacote de solidariedade para as cidades de Campos e São João da Barra. A atuação social do Açu foi reforçada com o apoio ao Programa Dados do Bem – foco em pesquisas clínicas e monitoramento epidemiológico do Instituto D´OR -, com a doação em parceria com outras empresas de R$ 2,5 milhões para testagem da Covid-19 e coleta de dados para mapeamento e estatística via aplicativo gratuito.

Outras ações se concentraram na doação de 100 mil equipamentos de proteção individual para profissionais de saúde; 12 mil máscaras de tecido para a população; recuperação/doação de ventiladores pulmonares e demais equipamentos médicos; e mais de sete toneladas de alimentos comprados de pequenos produtores locais e ofertados a instituições de caridade da região.

O Comitê participou, ainda, do projeto de financiamento coletivo “Salvando Vidas”, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A doação de R$ 400 mil para a Santa Casa de Misericórdia de São João da Barra se traduz em um verdadeiro legado para melhoria da infraestrutura e da qualidade no atendimento do sistema de saúde do município.

O Açu também ocupou espaço relevante entre os mais relevantes portos internacionais, liderando a força-tarefa criada pelo IAPH (Associação Internacional e Portos) na disseminação das melhores práticas para prevenção de contágio em empreendimentos portuários. Foi desenvolvido o Guia Internacional para Portos de combate à Covid-19, com recomendações oficiais para os 174 Estados membros. As boas práticas do Porto do Açu também serviram para implementar soluções mundiais de mitigação de risco.

 

Trabalhe Conosco

Faça parte da nossa rede de talentos!