Publicado em 17/05/2021 às 12:42

Meio Ambiente, Social e Cultural | Açu Petróleo, Ferroport, Gás Natural Açu, Porto do Açu Operações, Prumo

O Porto do Açu é finalista em duas categorias do Prêmio Mundial de Sustentabilidade 2021 da Associação Internacional de Portos (IAPH), principal entidade do setor, que representa 170 portos de 90 países. A escolha dos finalistas foi feita por um júri independente de especialistas internacionais a partir de critérios como a contribuição dos projetos para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU.

O Açu é o único porto brasileiro selecionado na disputa, que contou com 64 projetos inscritos por 37 portos de 21 países diferentes. Após a seleção dos finalistas, o público tem agora a oportunidade de contribuir com parte da pontuação que decidirá o vencedor de cada categoria, que terá um peso de 30% na avaliação final. A fase final de votação aberta ao público começa nesta segunda-feira, 17 e vai até o dia 31 de maio, no site https://sustainableworldports.org/iaph-sustainability-awards-2021.

Os dois projetos finalistas são Protegendo as Tartarugas Marinhas e Juntos na Luta Contra a Covid-19, que foram apontados como um dos melhores, respectivamente, nas categorias Alcance Comunitário e Diálogo Porto-Cidade (dimensão ambiental) e Saúde, Segurança e Proteção.

O Porto do Açu foi vencedor do Prêmio IAPH em 2020 na categoria Segurança e Proteção com o Projeto de Preparação para Emergências, que destaca o relevante papel que portos desempenham na resposta a possíveis incidentes com óleo no mar.

“Estamos muito orgulhosos de sermos finalistas em duas categorias, junto com outros importantes projetos. O Programa de Tartarugas Marinhas é uma importante contribuição para a conservação da biodiversidade no país e é destaque em engajamento comunitário para educação e preservação ambiental. Já nossas ações contra a Covid-19 foram fundamentais para manter a segurança das pessoas e continuidade operacional do porto, bem como contribuíram para mitigar os impactos socioeconômicos da pandemia na comunidade local e portuária. Também tivemos papel relevante na colaboração internacional para disseminação das melhores práticas de prevenção de contágio em portos”, afirma Vinícius Patel, diretor de Administração Portuária do Porto do Açu.

Os vencedores serão anunciados em 24 de junho, durante uma cerimônia virtual da Conferência Mundial de Portos.

Conheça os projetos

Protegendo as Tartarugas Marinhas

O Programa tem por objetivo proteger, monitorar e pesquisar as tartarugas marinhas que utilizam a região para alimentação e desova e está dividido em 3 linhas de ação: operações portuárias sustentáveis, monitoramento e proteção de ambientes costeiros e engajamento social e pesquisa científica.

O programa já realizou mais de 65 atividades de soltura e educação, atingindo mais de 7.500 pessoas. Graças à parceria com a comunidade, INEA (Instituto Estadual de Ambiente do Rio de Janeiro) e Centro Tamar/ICMBio, mais de 14 mil ninhos de tartarugas já foram identificados e protegidos.

Em 2021 o programa atingiu o marco de 1milhão de filhotes de tartarugas da espécie cabeçuda liberados ao mar, uma relevante contribuição para a conservação dessa espécie ameaçada de extinção.

Juntos na Luta contra a Covid-19

Diante dos desafios impostos pela pandemia e ciente do seu papel junto à sociedade, o Porto do Açu adotou rígidos protocolos de saúde nas operações portuárias, o que permitiu a continuidade de suas operações com segurança das pessoas, assegurando a movimentação, o transporte e o abastecimento de bens e insumos essenciais durante a pandemia.

O porto foi fundamental também na mitigação dos efeitos da pandemia na região Norte do Rio de Janeiro, com a criação do Comitê de Ações Humanitárias, que vem ajudando a minimizar os efeitos da pandemia por meio de ações de solidariedade e conscientização na região. Somente em 2020, foram revertidos a comunidade local cerca de R$ 4,5 milhões em iniciativas, que foram desde doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e hospitalares, até distribuição de alimentos e incentivo à pesquisa e rastreamento do vírus. Além disso, o Açu também ocupou espaço importante em âmbito internacional, promovendo a disseminação das melhores práticas entre portos de todo o mundo, como no desenvolvimento do Guia Internacional para Portos de combate à Covid-19.

Sobre a Associação Internacional de Portos

Fundada em 1955, a Associação Internacional de Portos (IAPH) é uma aliança global sem fins lucrativos de 170 portos e 140 organizações relacionadas ao setor portuário, cobrindo 90 países. Os membros lidam com mais de 60% do comércio marítimo global e cerca de 80% do tráfego mundial de contêineres. A IAPH tem status consultivo de ONG com várias agências das Nações Unidas. Em 2018, a IAPH estabeleceu o Programa Mundial de Sustentabilidade dos Portos (WPSP), que abrange cinco áreas principais de colaboração: transição energética, infraestrutura resiliente, segurança e proteção, alcance e governança da comunidade.

Trabalhe Conosco

Faça parte da nossa rede de talentos!